cultura

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Três marinheiros chineses

 Três marinheiros chineses desembarcaram no porto do Rio, doidos para irem à zona. Mas, antes, querem comprar preservativos. Vão a uma

farmácia e, como não sabem falar uma palavra em português, resolvem demonstrar na base da mímica. Quem os atende é o Manuel.

Cada um, por sua vez, tira o piruzinho pra fora, põe em cima do balcão e coloca uma moeda ao lado, indicando que querem a camisinha.

O Manuel olha, olha, coça o queixo e entende. Tira o dele pra fora também, enorme, põe no balcão e grita:

- Ganhei!

E apanha as três moedas e põe no bolso.

A Jeba do Crioulo

 O português se encontra com um baita dum negão no banheiro e, espantadoao ver o tamanho da jeba do crioulo, pergunta:
- O que você faz para ter um negócio desse tamanho?
O negão, muito do malandro, quis tirar um sarro do portuga:
- Todas as manhãs eu amarro uma pedra de dez quilos nele e dou dez voltas no quarteirão.
Dois meses depois os dois se encontram na fila de uma padaria.
- E aí, Manoel, tudo bem? - vai logo perguntando o crioulo. - Seguiuo meu conselho?
- Segui, sim! - responde o português.
- E então?
- Ainda não está do tamanho do seu, mas a cor já ficou igualzinha...

O que o cara não faz pra pegar uma coisinha diferente

Eita Galo Véio....


domingo, 2 de outubro de 2011

Joãozinho, o estimulado

O Joãozinho está sentado na primeira carteira...
O professor pede aos alunos para darem exemplos de estimulantes:
- O café! - responde a Maria.
- Muito bem! - diz o professor.
- O álcool! - responde o Antônio.
- Muito bem! - diz o professor.
- Uma mulher nua! - responde o Joãozinho.
O professor, num tom de voz severo:
- Você vai dizer ao teu pai para vir falar comigo amanhã. Tenho duas palavrinhas para dizer a ele.
No dia seguinte, o professor repara que o Joãozinho está sentado na última carteira.
Ele pergunta:
- Joãozinho, você deu o recado ao seu pai?
- Sim, senhor professor.
- O que é que ele te disse?
- Ele me disse: "Se o teu professor não fica estimulado com uma mulher nua é porque é viado!
Fica longe dele, meu filho!

HISTÓRIA COMOVENTE - O ADVOGADO JUDEU


Uma instituição de caridade nunca tinha recebido doação do advogado mais rico da cidade, um judeu. O diretor da instituição decidiu ele mesmo ir falar com o advogado.

-Nossos registros mostram que o senhor ganha mais de R$ 3.000.000,00 por ano e mesmo assim nunca fez uma pequena doação para nossa caridade. O senhor gostaria de contribuir agora?

O advogado respondeu:

-A sua pesquisa apurou que minha mãe está muito doente e que as contas médicas são muito superiores à renda anual da aposentadoria dela?

-Ah, não, murmurou o diretor.

-Ou que meu irmão mais novo é cego e desempregado? Continuou o advogado.

O diretor nem se atreveu a abrir a boca.
 
-Ou que o marido da minha irmã morreu num acidente e a deixou sem um tostão e com cinco filhos menores para criar, sendo que um deles tem Down? Falou o advogado judeu, já com ar de indignação.

O diretor já se sentindo humilhado disse:
 
-Eu não tinha a menor ideia de tudo isso...

-E a sua pesquisa apurou que meu pai é diabético, cardiopata e que está na cadeira de rodas há mais de dez anos?

-Não senhor...
 
-E foi, por acaso, verificado que eu tenho dois sobrinhos surdos-mudos?

Silêncio do diretor.
 
-Além de tudo isso, vocês já sabem que meu irmão mais velho pediu falência e perdeu todos os seus bens?

-Não, absolutamente não, senhor! Respondeu o diretor totalmente envergonhado com o papelão que fazia.

-Pois então, disse o advogado
...
 
SE EU NÃO DOU UM TOSTÃO PARA ELES,
POR QUE EU IRIA DAR PARA VOCÊS !?!?

Como nascem as células tronco


65 anos de casados

Um casal de velhos fazia 65 anos de casados e foram a um restaurente  festejar.
 Diz o velhote:
 Minha rainha, onde tu queres sentar?
 Aqui, diz a velhota.
 - Princesa, queres um aperitivo?
 - Sim, obrigada.
 - Meu anjo, o que te apetece comer?
 Ela pede o menu e faz o seu pedido.
 - Meu doce, que vinho preferes?
 O garçom mal podia acreditar no que ouvia.
 A velhota vai ao WC e ele aproveita para falar com o velhinho:
 - Que coisa bonita! Como o senhor ainda consegue tratar a sua esposa
 com esses nomes tão carinhosos ao fim de tantos anos?
 Rainha, Princesa, Anjo, Doce... Estou verdadeiramente admirado!

 O velhote olha o garçom nos olhos e responde:

 - Sabe, é que não consigo me lembrar do nome dessa véia!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Antes e depois

Antes
 Depois



12 Coisas que te fazem se sentir mais homem

1 – Abrir a tampa do vidro de conserva
2 – Estacionar o carro em qualquer lugar que apareça
3 – Arrombar uma porta
4 – Exibir uma cicatriz que renda uma boa história
5 – Não ligar para o fato de estar engordando
6 – Manejar uma furadeira de alto impacto
7 – Apertar a mão de um parceiro mais forte que ele
8 – Tomar whisky em um gole
9 – Assistir um casamento e já ter transado com a noiva
10 – Exibir um olho roxo e dizer que o outro cara ficou pior que você
11 – Acender o fogo para o churrasco
12 – Trocar o pneu para uma garota na rua

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Traduzindo a carta de despedida da empresa

Prezados
(Malditos)

Colegas

Escravos,

Chegou a minha vez de me despedir de todos vocês. Os últimos anos foram magníficos no desenvolvimento da minha carreira, mas é hora de partir em busca de novos desafios profissionais.

Estou caindo fora desta merda..... Após anos de exploração sem sentido, baixo salário e horas-extras não remuneradas, finalmente consegui arrumar um emprego melhor que este (o que não quer dizer grande coisa).

Gostaria de deixar meus agradecimentos a todas as pessoas que de alguma forma me ajudaram durante todos estes anos. Sei que posso acabar esquecendo alguém, mas algumas delas merecem uma saudação a parte:

Abaixo segue a lista das pessoas que transformaram a minha vida num inferno durante todos estes anos. Existem muitos outros filhos das putas, mas não consigo lembrar o nome de todos:

1) Em especial fica um forte abraço para o Teixeira, meu chefe ao longo desta jornada, pelo aprendizado, dicas e também broncas;

1) Filho da puta do Teibicha, maldito corno, jamais cumpriu sequer uma das promessas que me fez. Sempre de mau humor, consegue a todo o momento desmotivar a equipe com sua incompetência e métodos pré-históricos de trabalho.

2) Para toda a equipe da Área de Pessoas, em especial para a R
UTH, pela simpatia, disposição em resolver meus problemas e também por ter me selecionado (hehe);

2) A vaca do RH, pelo mau humor cotidiano e clara insatisfação em ajudar quem quer que seja.

3) A toda equipe de TI, que prontamente solucionou inúmeros problemas em nosso sistema;

3) As incompetentes da área de sistema, que demoram uma eternidade pra resolver qualquer problema em nossas máquinas, e normalmente o fazem com cara feia e má vontade.(Filhas Das Putas QUE TIRARAM A NOSSA INTERNET)

4)
A equipe do nosso escritório Regional de Curitiba, pela ajuda com nossos eventos;
4) Aos sanguessugas do escritório regional, incapazes de resolver qualquer problema por conta própria, fizeram eu perder inúmeros finais de semana para ajudar em situações que eles criaram.

Fica aqui o meu grande abraço para todos vocês, pelas risadas, happy-hours, problemas resolvidos e desafios enfrentados. Tenho orgulho de ter feito parte desta família maravilhosa.

Adeus para todos. Chega de fofoca, baixo nível, picuinha e palhaçada.

Sei que conversaremos em breve.

Nunca mais quero ver nenhum de vocês.

Abraços

Vão todos tomar no *

Para refletir sobre o meio ambiente


"Na fila do supermercado o caixa diz uma senhora idosa que deveria trazer suas próprias sacolas para as compras, uma vez que sacos de plástico não eram amigáveis ao meio ambiente. A senhora pediu desculpas e disse: “Não havia essa onda verde no meu tempo.”

O empregado respondeu: "Esse é exatamente o nosso problema hoje, minha senhora. Sua geração não se preocupou o suficiente com  nosso meio ambiente. "

"Você está certo", responde a velha senhora, nossa geração não se preocupou adequadamente com o meio ambiente.
Naquela época, as garrafas de leite, garrafas de refrigerante e cerveja eram devolvidos à loja. A loja mandava de volta para a fábrica, onde eram lavadas e esterilizadas antes de cada reuso, e eles, os fabricantes de bebidas, usavam as garrafas, umas tantas outras vezes.

Realmente não nos preocupamos com o meio ambiente no nosso tempo. Subíamos as escadas, porque não havia escadas rolantes nas lojas e nos escritórios. Caminhamos até o comércio, ao invés de usar o nosso carro de 300 cavalos de potência a cada vez que precisamos ir a dois quarteirões.

Mas você está certo. Nós não nos preocupávamos com o meio ambiente. Até então, as fraldas de bebês eram lavadas, porque não havia fraldas descartáveis. Roupas secas: a secagem era feita por nós mesmos, não nestas máquinas bamboleantes de 220 volts. A energia solar e eólica é que realmente secavam nossas roupas. Os meninos pequenos usavam as roupas que tinham sido de seus irmãos mais velhos, e não roupas sempre novas.

Mas é verdade: não havia preocupação com o meio ambiente, naqueles dias. Naquela época tínhamos somente uma TV ou rádio em casa, e não uma TV em cada quarto. E a TV tinha uma tela do tamanho de um lenço, não um telão do tamanho de um estádio; que depois será descartado como?

Na cozinha, tínhamos que bater tudo com as mãos porque não havia máquinas elétricas, que fazem tudo por nós. Quando embalávamos algo um pouco frágil para o correio, usamos jornal amassado para protegê-lo, não plastico bolha ou pellets de plástico que duram cinco séculos para começar a degradar.
Naqueles tempos, não se usava um motor a gasolina apenas para cortar a grama, era utilizado um cortador de grama que exigia músculos. O exercício era extraordinário, e não precisava ir a uma academia e usar esteiras que também funcionam a eletricidade.

Mas você tem razão: não havia naquela época preocupação com o meio ambiente. Bebíamos diretamente da fonte, quando estávamos com sede, em vez de usar copos plásticos e garrafas pet que agora lotam os oceanos. Canetas: recarregávamos com tinta umas tantas vezes ao invés de comprar uma outra. Abandonamos as navalhas, ao invés de jogar fora todos os aparelhos 'descartáveis' e poluentes só porque a lamina ficou sem corte.
Na verdade, tivemos uma onda verde naquela época. Naqueles dias, as pessoas tomavam o bonde ou de ônibus e os meninos iam em suas bicicletas ou a pé para a escola, ao invés de usar a mãe como um serviço de táxi 24 horas. Tínhamos só  uma tomada em cada quarto, e não um quadro de tomadas em cada parede para alimentar uma dúzia de aparelhos. E nós não precisávamos de um GPS para receber sinais de satélites a milhas de distância no espaço, só para encontrar a pizzaria mais próxima.

Então, não é risível que a atual geração fale tanto em meio ambiente, mas não quer abrir mão de nada e não pensa em viver um pouco como na minha época?

Tia Amparo

Tia Amparo era uma mulher de 93 anos que estava particularmente afetada pela morte recente do seu marido.
Ela decidiu suicidar-se e juntar-se a ele no além.
  Pensando que o melhor para ela seria acabar rápido com o assunto, foi buscar a velha pistola do exército que pertencera ao seu marido e tomou a decisão de disparar um tiro no coração, já que estava destroçada pela dor da sua perda. 

Não querendo errar o tiro num órgão vital e tornar-se um vegetal e um fardo para os seus familiares, telefonou para seu médico de família e perguntou onde ficava exatamente o seu coração. 
O médico respondeu:
"Dona Amparo, que pergunta?!... O seu coração está exatamente debaixo do seu seio esquerdo."

E foi assim que a querida tia Amparo......
fudeu o joelho !!!!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

A origem de 9 superstições comuns

Algumas superstições são tão arraigadas nas sociedades modernas que todo mundo, de leigo a cientista, sucumbe a esses atos insensatos (ou, pelo menos, se sente um pouco desconfortável se não o faz).
Mas por que não andamos debaixo de escadas? Por que, depois de expressar otimismo, batemos na madeira? Por que as pessoas não religiosas pedem que “Deus abençoe” um espirro? E por que evitar a todo custo abrir um guarda-chuva dentro de casa? Conheça essas e outras origens de superstições comuns:
1 – Dá azar abrir um guarda-chuva dentro de casa
 
 Embora alguns historiadores acreditem que esta crença vem de tempos antigos egípcios, as superstições a cerca dos guarda-sóis dos faraós eram realmente muito diferentes e, provavelmente não relacionadas a crença moderna do guarda-chuva. A maioria dos historiadores acha que o alerta contra guarda-chuva dentro de casa se originou muito mais recentemente, na Inglaterra vitoriana.
Em “Extraordinary Origins of Everyday Things” (tradução livre, “Origens Extraordinárias de Coisas Cotidianas”) (Harper, 1989), o cientista e autor Charles Panati escreveu: “Em Londres do século XVIII, quando os guarda-chuvas à prova d’água de metal começaram a se tornar uma visão comum, o seu mecanismo rígido tornava um verdadeiro perigo para ser aberto dentro de casa. Um guarda-chuva abrindo de repente em um quarto pequeno poderia ferir gravemente um adulto ou uma criança, ou quebrar um objeto. Mesmo um acidente menor poderia provocar palavras desagradáveis ou uma briga, sinal de má sorte em uma família ou entre amigos. Assim, a superstição surgiu como um elemento para impedir as pessoas de abrirem um guarda-chuva dentro de casa”.

2 – É má sorte andar debaixo de uma escada inclinada
 
 
Esta superstição realmente tem origem há 5.000 anos no Egito antigo. Uma escada encostada a uma parede forma um triângulo, e os egípcios consideravam esta forma sagrada (como exibida, por exemplo, por suas pirâmides). Para eles, triângulos representavam a trindade dos deuses, e passar por um triângulo era profaná-los.
Essa crença fez seu caminho através dos tempos. “Séculos mais tarde, os seguidores de Jesus Cristo usurparam a superstição, interpretando-a à luz da morte de Cristo”, explicou Panati. “Como uma escada descansou contra o crucifixo, tornou-se um símbolo de maldade, morte e traição. Andar sob uma escada trazia desgraça”.
Na Inglaterra, em 1600, os criminosos eram obrigados a caminhar debaixo de uma escada em seu caminho para a forca.

3 – Espelho quebrado dá sete anos de azar


Na Grécia antiga, era comum que as pessoas consultassem “videntes de espelho”, que diziam suas fortunas através da análise de suas reflexões. Como o historiador Milton Goldsmith explicou em seu livro “Signs, Omens and Superstitions” (tradução livre, “Sinais, Presságios e Superstições”) (1918), “a adivinhação era realizada por meio de água e um espelho. Isto era chamado catoptromancia. O espelho era mergulhado na água e uma pessoa doente era convidada a olhar para o copo. Se sua imagem aparecia distorcida, ela corria o risco de morrer; se clara, ela viveria”.
No primeiro século d.C., os romanos acrescentaram uma ressalva para a superstição. Naquela época, acreditava-se que a saúde das pessoas mudava em ciclos de sete anos. Uma imagem distorcida resultante de um espelho quebrado, portanto, significava sete anos de má saúde e infortúnio, em vez de morte.

4 – Quando você derramar sal, jogue um pouco sobre seu ombro esquerdo para evitar azar
 
 
Derramar sal tem sido considerado azar por milhares de anos. Cerca de 3.500 a.C., os sumérios antigos anulavam a má sorte de derramar sal jogando uma pitada sobre seus ombros esquerdos. Este ritual se espalhou para os egípcios, os assírios e, mais tarde, os gregos.
A superstição, em última análise, reflete o quanto as pessoas valorizavam (e ainda valorizam) o sal como tempero para o alimento. A etimologia da palavra “salário” mostra o quão altamente valorizamos isso. De acordo com Panati, “O escritor romano Petrônio, no Satyricon, originou ‘não vale o seu sal’ como opróbrio para os soldados romanos, que recebiam subsídios especiais de porções de sal, chamados salarium – “dinheiro sal” -, a origem da nossa palavra ‘salário’”.

5 – Bater na madeira para evitar a decepção
 
 
Embora os historiadores digam que isso pode ser um dos costumes mais prevalentes nos Estados Unidos, sua origem é muito duvidosa. “Alguns atribuem isso ao rito religioso antigo de tocar um crucifixo ao fazer um juramento”, Goldsmith escreveu. Alternativamente, “entre os camponeses ignorantes da Europa, pode ter tido o seu início o hábito de bater bem forte para manter os maus espíritos longe”.

6 – Sempre “Deus abençoe” um espirro
 
 
Na maioria dos países de língua inglesa, é educado responder a um espirro de uma outra pessoa dizendo “Deus te abençoe”. No Brasil, também há o costume de dizer simplesmente “Saúde”.
Apesar de encantamentos de boa sorte terem acompanhado em todas as culturas os espirros durante milhares de anos (todos em grande parte ligados à crença de que o espirro expulsa espíritos malignos), esse costume em particular começou no século VI d.C., por ordem expressa do Papa Gregório, o Grande.
A peste terrível estava se espalhando através da Itália na época. O primeiro sintoma era espirros crônicos graves, e isso muitas vezes era rapidamente seguido de morte. O Papa Gregório pediu que os saudáveis orassem pelos enfermos, e ordenou que respondessem a espirros, ao invés do normal “Que você possa desfrutar de boa saúde” pelo mais urgente “Deus te abençoe!”.
Se uma pessoa espirrasse quando estivesse sozinha, o Papa recomendou que dissesse para si mesma uma oração em forma de “Deus me ajude”.

7 – Pendurar uma ferradura em forma de U para a boa sorte


A ferradura é considerada um amuleto de boa sorte em uma ampla gama de culturas. A crença em seus poderes mágicos remonta aos gregos, que pensavam que o elemento ferro tinha a capacidade de afastar o mal. Não só o ferro, mas a forma da lua crescente para os gregos no século IV era um símbolo de fertilidade e boa sorte.
A crença nos poderes talismânicos de ferraduras passou dos gregos para os romanos, e deles para os cristãos. Nas Ilhas Britânicas na Idade Média, quando o medo da bruxaria era galopante, as pessoas penduravam ferraduras de cabeça para baixo em suas casas e portas. As pessoas pensavam que as bruxas temiam cavalos, e fugiam de qualquer lembrança deles.

8 – Um gato preto cruzar seu caminho é sorte/azar
 
 
Muitas culturas concordam que os gatos pretos são presságios poderosos – mas eles significam coisa boa ou má?
Os antigos egípcios reverenciavam todos os gatos, pretos ou não, e foi lá que começou a crença de que um gato preto cruzar seu caminho traz boa sorte. Sua reputação positiva é registrada novamente muito mais tarde, no início do século XVII na
Inglaterra: o rei Charles I tinha um gato preto como animal de estimação. Após a sua morte, ele disse ter lamentado que sua sorte tinha ido embora. A suposta verdade da superstição foi reforçada quando ele foi preso no dia seguinte e acusado de alta traição.
Durante a Idade Média, as pessoas em muitas outras partes da Europa tinham uma crença bastante oposta. Elas achavam que os gatos pretos eram os “familiares”, ou companheiros, de bruxas, ou mesmo as próprias bruxas disfarçadas, e que um gato preto cruzar seu caminho era uma indicação de má sorte – um sinal de que o diabo estava vendo você.
Esta parece ter sido a crença dominante que os peregrinos trouxeram quando vieram para a América, o que talvez explique a forte associação entre os gatos pretos e a bruxaria que existe no país até hoje.
 
9 – O número 13 dá azar
 
 
O medo do número 13 tem suas origens na mitologia nórdica. Em um conto bem conhecido, 12 deuses foram convidados para jantar no Valhalla, a sala do banquete magnífico em Asgard, a cidade dos deuses. Loki, o deus da discórdia e do mal, chegou de bicão, aumentando o número de participantes para 13. Os outros deuses tentaram expulsar Loki, e na luta que se seguiu, Balder, o favorito entre eles, foi morto.
Os escandinavos evitavam jantares de 13 membros e não gostavam do número 13 em si, crença que se espalhou para o resto da Europa. Ela foi reforçada na era cristã pela história da Última Ceia, em que Judas, o discípulo que traiu Jesus, foi o décimo terceiro convidado da ceia.
Muitas pessoas ainda se assustam com o número, mas não há evidências estatísticas de que 13 dá azar.

Depressão aumenta risco de derrame


Pessoas com depressão são mais propensas a ter um acidente vascular cerebral do que as pessoas mentalmente saudáveis – e seus golpes tendem a ser mais fatais.
A depressão é um fator de risco menor para se ter AVC em comparação com pressão arterial elevada (hipertensão) e outras condições de saúde. Ainda assim, o novo estudo sugere que até 4% dos estimados 795 mil acidentes vasculares cerebrais que ocorrem nos Estados Unidos a cada ano podem ser atribuídos à depressão.
Se você tem depressão, mas não outros problemas de saúde, você provavelmente não tem tanto o risco de ter um AVC. Mas se mistura a depressão com obesidade ou hipertensão, por exemplo, o risco vai aumentar dramaticamente.
Foram feitas combinações de dados de 28 estudos. Cerca de 2,7% dos participantes teve um derrame durante os estudos, que variaram em comprimento de dois a 29 anos.
Em comparação com aqueles que não apresentaram sinais de depressão, as pessoas diagnosticadas com a doença ou as que relataram sentir-se deprimidas foram 45% mais propensas a ter um acidente vascular cerebral e 55% mais propensas a morrer disso.
A depressão aumenta o risco de acidente vascular cerebral isquêmico, no qual um vaso sanguíneo é bloqueado e não pode enviar sangue para o cérebro. Mas não foi mensurável o risco do outro tipo do AVC, o hemorrágico, em que há um vazamento de vasos sanguíneos.
Já era sabido que a depressão aumenta o risco de uma pessoa desenvolver diabetes, obesidade, hipertensão e doenças cardiovasculares. Além disso, sabe-se que a depressão pode ocorrer depois que os pacientes sofrem um AVC. Não existem provas suficientemente fortes para saber se o inverso é verdadeiro, ou o que realmente vem em primeiro lugar.
Em vários aspectos, a depressão poderia contribuir para acidentes vasculares cerebrais. Para começar, as pessoas que estão deprimidas têm mais probabilidade de fumar ou beber muito, de seguir uma dieta pouco saudável e de negligenciar a sua saúde pessoal. Os dados sugerem que pelo menos alguns dos riscos de AVC em pessoas deprimidas podem ser explicados por um estilo de vida pouco saudável.
Existem outras possibilidades, também, que não são facilmente mensuráveis. A depressão pode aumentar a produção de hormônios do estresse no organismo, por exemplo, e pode provocar a inflamação perigosa nos vasos sanguíneos.
A doença também pode levar as pessoas a tomarem medicamentos necessariamente controlados de acordo com outras condições, tais como diabetes ou pressão arterial elevada. Por outro lado, alguns medicamentos prescritos para depressão – principalmente a classe de medicamentos conhecidos como antipsicóticos atípicos – tem como efeito colateral o ganho de peso, um conhecido fator de risco para AVC.
São necessárias mais investigações para determinar se os medicamentos contribuem para o risco de AVC. Os médicos devem monitorar o ganho de peso e os níveis da pressão arterial em doentes que tomam estes remédios, mas não há nenhuma razão para que os pacientes parem de tomá-los, pelo menos por enquanto

Por em 22.09.2011 as 16:30

terça-feira, 13 de setembro de 2011

O negão

Um cara meio fracote e raquítico pega o elevador. Junto com ele entra um negão imenso.
O cara fica meio  assustado com o tamanho do negão e  o olha de cima a baixo.O negão percebe e fala:
- Tenho 2 metros de altura, 180 quilos, 30 centímetros de pinto, o saco pesa três quilos: FILIPE COSTA, seu criado!
O cara fracote e raquítico cai duro e desmaia.
O negão então da uns tapas na cara do coitado, acorda-o e lhe pergunta:
- O que houve cara, por que você desmaiou?
O cara ainda meio desacordado responde:
-Desculpe, o que foi mesmo que você disse?
- Eu disse: Tenho 2 metros de altura, 180 quilos, 30 centímetros de pinto, o saco pesa três quilos, FILIPE COSTA, seu criado.
- Ah! Graças a Deus... Eu tinha entendido: FIQUE DE COSTA, seu viado...

domingo, 11 de setembro de 2011

O MINEIRIM E O BURRO IMPACADO

Lá pelas bandas de Brazópolis (S. de Minas), ia um minerin montado em um burro e numa determinada altura o burro empacou!
Diz o Minerin:
- Esse burro fiduma puta impacô e eu é que vô levá essa carga toda sozim nas costa? Vô nada! Vô é fala com o mecânico, causdiquê se ele sabe fazê um carro andá, intonse deve sabê fazê um burro andá tumbem.
E dirigiu-se a uma oficina próxima, onde falou pro mecânico:
- Ô sinhô mecânico! Meu burro parô, impacô e careço da sua ajuda.
O mecânico respondeu:
- Minerin, eu vou te dar dois supositórios: um de pimenta-de-cheiro e outro de malagueta. Você mete o primeiro supositório no tóba do burro. Se mesmo assim ele não andar, você mete o de malagueta. Mas cuidado que ele pode acelerar demais...
- Tá bem sô mecânico eu vô segui seu conseio...
No outro dia o mecânico encontra o mineirinho e pergunta:
- Então minerin, o burro andou?
- Se andô?? PQP, eu pus o primeiro supositório no cu do burro...E se num boto o de malagueta no meu, nunca mais que eu pegava o bicho.

Ora pois...

Manuel e Joaquim viajavam, quando anoiteceu.
Chegaram num hotel e pediram dois quartos:
- Tem apenas um e a cama é de casal!
 Amigos de longa data, Manuel disse que não teria problema.
No meio da noite, ele percebe movimentos seqüenciais no lençol.
Incomodado, pergunta para Joaquim:
- O que estás a fazeire?
- Estou a bater punheta!
- Mas este pinto é meu!
- Raios! Então é por isso que eu não gozo!

Brinde

"Um brinde aos nossos defeitos,
porque nossas
qualidades ...
Filho da puta nenhum
reconhece. "

Dicas para atualizar o currículo...

Você acha que não te contratam em uma Grande empresa porque o seu currículo é muito 'fraquinho'?
É muito simples, basta fazer algumas substituições no NOME DO CARGO!
A seguir, algumas dicas para você dar um reforço em seu curriculum:


* Oficial Coordenador de Movimentação Interna (porteiro)

* Oficial Coordenador de Movimentação Noturna (
vigia)

* Distribuidor de Recursos Humanos (
motorista de ônibus)

* Distribuidor de Recursos Humanos VIP (
motorista de táxi)

* Distribuidor Interno de Recursos Humanos (
Ascensorista)

* Diretora de Fluxos e Saneamento de Áreas (
a tia que limpa o banheiro)

* Especialista em Logística de Energia Combustível (
frentista)

* Auxiliar de Serviços de Engenharia Civil (
Pedreiro)

* Segundo Auxiliar de Serviços de Engenharia Civil (
Servente, o chamado peão de obra!)

* Especialista em Logística de Documentos (
office-boy)

* Especialista Avançado em Logística de Documentos (
motoboy) -

* Consultor de Assuntos Gerais e Não Específicos (vidente) - 
esse é melhor !

* Técnico de Marketing Direcionado (
distribuidor de santinho nas esquinas) - que idéia genial!!!

* Especialista em Logística de Alimentos (
garçom)

* Coordenador de Fluxo de Artigos Esportivos (
gandula)

* Distribuidor de Produtos Alternativos e Alta Rotatividade (
camelô) - não é perfeito???

* Técnico Saneador de Vias Publicas (
gari)

* Especialista em Entretenimento Masculino (
prostituta)

* Especialista em Entretenimento Masculino Sênior (
prostituta de luxo)

* Dublê de Especialista em Entretenimento Masculino (
travesti) - esse é bárbaro!!!

* Supervisor dos Serviços de Entretenimento Masculino (
cafetão)

* Técnico em Redistribuição de Renda (
ladrão) - bárbaro!!!!!!

A maior trepada qua eu já vi...

video

Tarado da feira livre...


segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Para toda panela existe uma tampa!!!











NOVA MOEDA BRASILEIRA

O Governo Federal lançou hoje a nova moeda que substituirá a de 1 Real: 1 CRÉU.
Começará a circular já nos próximos dias em todo o território nacional.
Veja como ficou a nova moeda de 1 CRÉU


quinta-feira, 25 de agosto de 2011

CORRIGINDO 20 VELHOS DITADOS

01- "É dando que se ... engravida".
02-
"Quem ri por último... é retardado".
03-
"Alegria de pobre... é impossível".
04-
"Quem com ferro fere... não sabe como dói".
05-
"Em casa de ferreiro... só tem ferro".
06-
"Quem tem boca... fala. Quem tem grana é que vai a Roma!"
07-
"Gato escaldado... morre, porra!"
08-
"Quem espera... fica de saco cheio."
09-
"Quando um não quer... o outro insiste."
10-
"Os últimos serão ... os desclassificados."
11-
"Há males que vêm para ... fuder com tudo mesmo!" (essa é ótima!!!) 
12-
"Se Maomé não vai à montanha... é porque ele se mandou pra praia."
13-
"A esperança... e a sogra são as últimas que morrem."
14-
"Quem dá aos pobres.... cria o filho sozinha." rsrsrsrsrsr....
15-
"Depois da tempestade vem a ..... gripe."
16-
"Devagar..... nunca se chega."
17-
"Antes tarde do que ... mais tarde."
18-
"Em terra de cego quem tem um olho é ... caolho."
19-
"Quem cedo madruga... fica com sono o dia inteiro."
20-
"Pau que nasce torto... urina no chão."

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Joãozinho na aula de ciências

Na aula de ciências, a professora pergunta para os alunos:
─ Aninha, como se chama a veia que recolhe todo o sangue do corpo e manda para o coração?
─ Não sei, professora! ─ responde a aluna.
─ É a veia cava, Aninha.
─ Carlinhos, como se chama a veia que vai dos pulmões ao coração?
─ Hummm... não sei, professora ─ respondeu o menino.
─ É a veia pulmonar, Carlinhos.
Atento à aula, Joãzinho levanta o dedo e entra na conversa:
─ Fessora, como se chama a veia que entra pela boca e sai pelo ânus?
─ Joãozinho, que grosseria! A gente está falando de coisa séria! Essa veia não existe, ora! ─ responde a professora.
─ Claro que existe, fessora! É Aveia Quacker!...

JUDEU CONVERSANDO COM DEUS PELO CELULAR NO MURO DAS LAMENTAÇÕES

Judeu: Deus?
Deus:
Sim!
Judeu: Eu posso lhe perguntar algo?
Deus:Claro, meu filho!
Judeu: O que é um milhão de anos para você?
Deus:Um segundo.
Judeu: E um milhão de dólares?
Deus:Um centavo.
Judeu: Deus, você pode me dar um centavo?
Deus:Espere um segundo...

O mineirim e o elevador

Um minerinho de 15 anos de idade e seu pai entraram em um shopping pela primeira vez. Eles ficaram impressionados com quase tudo o que viram, mas especialmente por duas brilhantes paredes de prata que poderiam abrir e fechar.

O menino perguntou: "O que é isto, pai?"
O pai (nunca tinha visto um elevador) respondeu: 'Filho, eu nunca vi nada parecido em minha vida, eu não sei o que é. " 

Enquanto os dois estavam assistindo com perplexidade, uma senhora idosa, gorda, em uma cadeira de rodas chegou perto das portas e apertou um botão. As portas se abriram e a senhora rolou entre elas  e entrou em um quarto pequeno. As portas fecharam e o menino e seu pai observavam o pequeno número acima das portas acender sequencialmente.
 
Eles continuaram a assistir, até que chegou o último número ... e, depois os números começaram voltar na ordem inversa.
Finalmente, as portas se abriram novamente e uma linda loira de mais ou menos  24 anos,  saiu do quartinho.
 
O pai, boquiaberto sem tirar os olhos da moça, disse calmamente ao seu filho .....
"Vá buscar sua mãe..."